quarta-feira, 23 de julho de 2014

CREPÚSCULO




O crepúsculo é uma tênue poeira de prata fosca,
o canto da cigarra, uma lâmina de ouro,
e as árvores são sombras expectantes
à beira do mar antigo
de cujo fundo horizonte vai surgir
como uma aparição
o veleiro que os homens sempre esperaram.


Tasso da Silveira
Canções a Curitiba
& outros poemas


Um comentário:

  1. Muito bonito o blogue. Gostei de conhecer e da poesia. Obrigada.

    ResponderExcluir